J.B.ROMANI

Eu colho as pedras do caminho como se fossem uvas e bebo a poeira como se fosse vinho.

Textos



EU   E  DEUS



Sozinho, começo a escrever um poema

e estou ali, formatando, sossegado,
quando percebo ali está ELE,
ELE...  Deus, sentado ao meu lado.
 
Cada verso que escrevo
ELE olha interessado,
eu capricho nas palavras
tentando um enredo inusitado.
 
Em algum ponto eu me enrosco,
o verso não quer brotar,
Deus pergunta suavemente:
Eu posso participar?
 
Que louco diria não
ao Criador da Natureza?
Como duvidar que seus versos
não trariam brilho e beleza.
 
ELE escreve um verso, e me passa,
muito bom...interessante,
faço um...ele me diz:
Hum...esse é impressionante,
 
E vamos montando o texto,
um verso dele, um verso meu.
faço em cada um uma marca,
para saber quem escreveu.
 
O poema se completa,
eu digo... ficou muito bom.
ELE diz:   é rapaz, eu gostei.
você não é fraco não.
 
ELE se vai e eu separo os versos,
os que são DELE e os que são meus...
SEMPRE    os versos mais belos do texto
são os que DEUS escreveu.
 

 
J B ROMANI
Enviado por J B ROMANI em 30/08/2017
Alterado em 30/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.jbromani.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras