J.B.ROMANI

Eu colho as pedras do caminho como se fossem uvas e bebo a poeira como se fosse vinho.

Textos


FIM  DE  TARDE




Lá fora o Sol em fim de tarde
ilumina as copas das arvores,
quando fecho o portão do mundo
ele não parece tão grande,
os lamentos da miséria
não atravessam os meus muros
e as notícias do vento ficam
nas curvas do caminho.
 
Incapaz de salvar o mundo,
cuido do meu espirito,
enquanto minha alma
descansa na sombra da minha calma.
 
Alguns gritam pela resistência
numa batalha entre demônios
armados até os dentes,
contra anjos feridos e decadentes...
 
A difícil escolha...
Morrer jovem como herói
ou envelhecer  na calçada, faminto e sujo...
 
Perdi as cores da minha bandeira,
troquei a guerra por versos e canções,
mesmo sabendo que enquanto
louvava a vida, o respeito e a bondade,
 
no palácio os mercenários
sem ninguém disposto a enfrenta-los
saqueavam os recursos do reino.
 
J B ROMANI
Enviado por J B ROMANI em 20/07/2018
Alterado em 20/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.jbromani.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras